[Cinta-Liga NERD] Filmes LGBT no Netflix.

Continuando nossa programação mais colorida de todos os tempos (a da cinta-liga NERD contra o preconceito e a intolerância), daremos hoje vááááááárias dicas!

A Netflix tem peeeencas (ok, nem são tantos filmes assim, deveria ter mais) de filmes e seriados LGBT em seu catálogo, só que nem sempre eles estão categorizados nos aplicativos para celulares, tablets e smart TV’s. A solução para descobrir todos o conteúdo LGBT disponível na plataforma é acessando pelo computador, usando este link, e adicionar seus filmes ou seriados em sua lista para ver depois em seu dispositivo favorito.

E se você ainda não tem Netflix, o que está esperando? Assina bee, não seja pêssega! Custa só fintchy reais.

vintereais-vert.jpg

Mas tio, já vai terminar o post? Não kiridinhos! Vou indicar alguns dos filmes que estão lá pra vocês poderem assistir com aquela companhia mais que agradável: sua panela de brigadeiro de colher. Brinks, vale ver com o boy ou com a girl… Vale também como AQUELA oportunidade de chamar o crush para um cineminha em casa… Então, se joga nas indicações e arrasa no Netflix.

Filmes que já vimos:

hoje-eu-quero-voltar-sozinho_01Hoje eu quero voltar sozinho (Brasil, 2014).

Esse nacional todo mundo já ouviu falar! Se você ainda não viu, aproveita pra assistir logo porque é lindo! Conta a história de dois adolescentes que estão descobrindo a sexualidade e passam por uma série de conflitos decorrentes dessa fase de muitas transições e novidades. Tudo começa quando um colega novo (Gabriel, interpretado por Fábio Audi) chega à escola e muda a vida de Leonardo (um garoto cego, interpretado por Ghilherme Lobo) e sua relação com sua melhor amiga Giovana (Tess Amorim). O filme recebeu vários prêmios nacionais e internacionais. Vale a pena assistir o curta que deu origem ao longa, basta digitar “hoje eu não quero voltar sozinho”, no glorioso Google.


21051222_20131021152701707Azul é a cor mais quente (França, 2013).

Adele tem 15 anos e está determinada a se apaixonar por um garoto, mas acaba topando com Emma, uma garota de cabelos azuis que faz sua vida mudar radicalmente. Adele se entrega a esse amor, mas não pode revelar a ninguém seus desejos, pois sua família não aceita bem e é influenciada pela moral vigente. O filme é bem cheio de emoções intensas, incluindo aquelas cenas quentes. Foi premiado em Cannes com a Palma de Ouro. É mais um filme sobre descobertas, conflitos e fortes emoções.


bridegroom-movie-poster.jpgBridegroom (Estados Unidos, 2013).

Depois de perder o amor de sua vida Shane Bitney Crone trava uma batalha para ter acesso aos acontecimentos que ocorrem depois (cerimônias de funeral, enterro…) por conta da família de seu namorado Tom Bridegroom que não aceitava o relacionamento deles e o proibiu de participar de tudo. É uma história real. O documentário foi uma forma de conscientizar as pessoas sobre os efeitos da proibição do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Shane se tornou ativista LGBT e faz um trabalho bem legal em sua região após ter sofrido um bocado para superar o trágico incidente. É uma história triste que vale a pena ser vista para refletir se a intolerância vale a pena. Este é o site do filme: http://bridegroommovie.com.


21052754_20131024190421488.jpgTudo sobre minha mãe (Espanha e França, 1999).

Almodovar arrasa sempre! Uma mãe solteira em Madri, Manuela, vê seu único filho morrer no seu 17° aniversário quando corre para pegar um autógrafo de uma atriz. Ela vai a Barcelona à procura do pai de seu filho, uma travesti chamada Lola, que não sabe que tem um filho. Primeiro ela encontra sua amiga, Agrado, também travesti; através dela ela conhece Rosa, uma jovem freira que está de partida para El Salvador. Quase que por acaso, torna-se assistente de Huma Rojo, a atriz que seu filho admirava. Filme premiadíssimo: venceu Oscar, Globo de Ouro, Cannes…

 


19872232Ninguém é perfeito (Estados Unidos, 1999).

Depois de sofrer um derrame, um homofóbico precisa de aulas de canto para reabilitar a fala. Ele não contava que as aulas seriam com uma drag queen arrazativa, baladeira, rebolava e cheia de histórias para contar. O filme te faz rir e chorar.Com Robert De Niro e Philip Seymour Hoffman (que partiu para o lado de lá prematuramente em 2014), a obra é uma boa maneira de repensar conceitos. Nunca se sabe o dia de amanhã!

 

 


contracorrente_posterContracorrente (Peru, Colômbia, França e Alemanha, 2009).

Essa história vamos dizer que um Romeu e Julieto que começa em vida e continua na morte. O filme retrata um romance impossível de se vivido plenamente entre Miguel, um pescador casado, e  Santiago, um fotógrafo de família abastada. Ambos vivem num vilarejo de pescadores onde imperam costumes bastante tradicionais. hqdefaultUma história de autoaceitação, superação de de um amor que ultrapassa a mais intransponível das barreiras. Mais uma película super premiada para se emocionar com moção! Eu já chorei!


cuatro_lunas_poster_mexicoCuatro lunas (México, 2014).

São 4 histórias sobre homossexualidade masculina. Uma retrata a primeira paixão. Outa o reencontro de dois amigos de infância que acabam iniciando um romance cheio de dificuldades. A terceira história é de um casamento em crise. E a última é de uma obsessão de um professor e escritor idoso por um garoto de programa que conheceu na sauna. Gostei porque, apesar de apresentar cenas mais explícitas, boys magia nus, o filme traz muita sensibilidade ao retratar todos esses dramas. Já é um dos meu favoritos. Amor é amor.


Os filme a seguir nos não vimos, mas temos boas referencias deles, por isso os indicamos.

tomboyTomboy (França, 2011).

Esse filma trata de identidade de gênero na infância. Conta a história de uma menina que decide assumir uma identidade masculina ao se mudar para outro bairro sem que seus pais soubessem e passa a levar uma vida dupla. E logo vai descobrindo uma série de questões ligadas à sexualidade. Um filme também premiado e indicado a vários outros.


vJnl.jpgFree fall (ou Queda Livre) (Alemanha, 2013).

Um policial que tem uma namorada grávida se apaixona por um colega. Nem preciso dizer que vai dar muito babado, confusão e gritaria essa história né?


v1.bTsxMTQ5Mjc0OTtwOzE3MDcyOzIwNDg7OTAwOzEzMzQ.png4th man out (Estates Unidos, 2015).

Uma comédia para descontrair! Um jovem mecânico sai do armário para seus melhores amigos super-héteros. Depois do baque da notícia eles ajudam o amigo a encontrar o cara ideal.


Então, vai lá! Aproveita o friozinho, chama o boy, a girl ou o crush, liga no Netflix que a diversão é garantida. Além de poder ser feita no conforto do lar e bem mais em conta que cinema.

Anúncios

3 comentários em “[Cinta-Liga NERD] Filmes LGBT no Netflix.

  1. Faltou comentar que um dos atores principais do filme Free fall (ou Queda Livre) está na série mais legal, diversificada, plurificada, inclusiva, multirracial e colorida de todas: SENSE8!!! =D

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s