[Cinta-Liga NERD]Livros LGBT.

livrogay

INHAÍ!!! Vai ter mês do orgulho LGBT sim! Porque aqui no glorioso GN só há lugar para o AMOR, seja qual for! É com ele que devemos contrapor tanta coisa  ruim que está acontecendo aí pelo mundo! Estamos precisando fazer novena para Santa Cher, Mãe Madonna e Imaculada Gaga, por intermédio de Beyoncè, Shakira, Rihana e Neide Britney… Mas as tragédias do mundo não impedem a leitura de um bom livro né?

Então se joga nessa chuva de glitter que desaquendamos preparamos para colorir essa timeline babadeira, tombativa, lacrativa, rebolativa e maravilhinda kiridinhos!

Vamos mostrar cultura pra esse povo inaugurar os posts especiais falando sobre livros LGBT. Aqui a ideia é indicar leituras bafônicas, já que nem todos os livros citados foram lidos por nós (mas vou sinalizar com um 🌈 os que já foram lidos por nós, caso queiram bater um bate-papo sobre eles nos comentários). Por isso vamos postar as sinopses, e não resenhas. Além disso, incluiremos livros de diversos segmentos para contemplar tanto aqueles que querem aprender alguma coisa, como aqueles que querem se divertir; livros mais recentes, alguns nem tanto… Vamos ser orgulhosamente democráticos, tá meu bem! Combinado? E se sentir falta de algum tema ou algum livro, os comentários estão livres!

Livros de Edith Modesto (além de escritora infantil e terapeuta, ela faz um trabalho social lindo, se quiser conhecer, acessa o Grupo de Pais de Homossexuais):

imagem.aspxMãe sempre sabe?: Edith Modesto nos traz uma abordagem franca sobre o complexo e ainda pouco explorado tema da diversidade sexual dentro da família, a fim de fornecer instrumentos emocionais e psicológicos para os pais lidarem com a orientação sexual de seus filhos e filhas.

imagem-1.aspxVidas em Arco-íris: A intenção em Vidas em Arco-Íris foi estabelecer contato, compartilhar sentimentos em relação à homossexualidade, perceber mais claramente essas vivências, de modo a reformular o conceito de homossexualidade, para os próprios homossexuais e, principalmente, para os heterossexuais. E, a partir disso, estimular uma discussão pública e uma reavaliação do que se concebe como homossexualidade.

Livros de Maria Berenice Dias (renomada jurista do Rio Grande do Sul que atua na área de Direito de Família e é referência quando o assunto é direito homoafetivo):

iss.phpDiversidade Sexual e Direito Homoafetivo: Dar visibilidade e impor respeito às diferenças de caráter sexual bem como inserir os direitos das pessoas lésbicas gays bissexuais transexuais travestis e transgêneros no sistema jurídico é um projeto antigo da coordenadora desta obra. Escrita por juristas que se notabilizaram na abordagem dos diversos aspectos relacionados ao tema a presente obra é um passo decisivo para a sistematização do direito homoafetivo.  Trata-se assim de obra que acima de tudo contribui decisivamente para desconstruir o preconceito ainda tão forte em nossa sociedade.

iss-1.phpUnião Homoafetiva. O preconceito e a Justiça: No momento em que a corte maior da justiça brasileira reconheceu a união homoafetiva como entidade familiar assegurando-lhe igual tratamento jurídico das uniões estáveis com os mesmos direitos e deveres enlaçou-a no conceito de família base da sociedade e merecedora da especial proteção do estado. Diante de toda esta avalanche de novidades foi praticamente necessário reescrever esta obra cuja primeira edição data do ano de 2000. Talvez alguns estranhem a exclusão dos anexos referentes às normatizações e aos projetos de lei que foram substituídos pelo anteprojeto do estatuto da diversidade sexual e da proposta de emenda constitucional. A mudança se justifica.

CapaLivro_MariaBereniceDiasHomoafetividade e os direitos LGBTI: As relações homoafetivas, expressão criada pela autora, interessa ao Direito porque a elas vincula-se a ideia de justiça, e também porque das relações de afeto, em que se constitui um núcleo familiar, decorrem consequências patrimoniais, previdenciárias etc. A 6ª edição, reformulada, traz novidades quanto à proibição de qualquer autoridade de negar acesso ao casamento homoafetivo ou o reconhecimento da união estável, graças à Resolução do Conselho Nacional de Justiça. O livro apresenta ainda comentários, em cada um dos capítulos, acerca do Anteprojeto do Estatuto da Diversidade Sexual ao Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, por tratar-se da mais arrojada e ampla proposição legislativa já elaborada no mundo.

Livros de Nelson Luiz de Carvalho:

11013403🌈O Terceiro Travesseiro: Baseado em fatos reais, este romance desafia rótulos e hipocrisias, revelando os meandros de consciência de Marcus, um jovem comum da classe média paulistana. Com o melhor amigo Renato, descobre o amor e compreende que os dois precisarão encontrar o equilíbrio entre o que sentem e o que a família e a sociedade esperam deles, até que um terceiro personagem aparece.

apartamento-41-blogplural1Apartamento 41: Depois de quinze anos de casamento, Leonardo decide sacrificar sua vida estável a fim de descobrir novos sentimentos e uma identidade verdadeira. Excluído dos padrões estabelecidos pela sociedade, o personagem deve enfrentar conflitos comuns a todos nós – Como encontrar novos parceiros? Que lugares frequentar? –, acentuados pelo preconceito e pela falta do contato diário com o filho de cinco anos.

Livros de David Levithan:

Garoto-Encontra-GarotoGaroto encontra garoto: Paul estuda em uma escola nada convencional. Líderes de torcida andam de moto, a rainha do baile é uma quarterback drag-queen, e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar. Paul conhece Noah, o cara dos seus sonhos, mas estraga tudo de forma espetacular. E agora precisa vencer alguns desafios antes de reconquistá-lo: ajudar seu melhor amigo a lidar com os pais ultrarreligiosos que desaprovam sua orientação sexual, lidar com o fato de a sua melhor amiga estar namorando o maior babaca da escola e, enfim, acreditar no amor o bastante para recuperar Noah.

CAPA-Dois-Garotos-se-BeijandoDois garotos se beijando: Do lado de fora da escola, ao ar livre, rodeados por câmeras e por uma multidão que, em parte apoia e em parte repudia o que estão fazendo, Craig e Harry estão tentando quebrar o recorde mundial do beijo mais longo. Craig e Harry não são mais um casal, mas já foram um dia. Peter e Neil são um casal. Seus beijos são diferentes. Avery acaba de conhecer Ryan e precisa decidir sobre como contar para ele que é transexual, mas está com medo de não ser aceito depois disso. Cooper está sozinho. Passa suas noites em claro, no computador, criando vidas falsas online e seduzindo homens que jamais conhecerá na vida real. Mas quando seus pais descobrem seu passatempo proibido, o mundo dele desaba. Cada um desses meninos tem uma situação diferente. Alguns contam com o apoio incondicional da família, outros não. Alguns sofrem com o bullying na escola, outros, com o coração partido. Mas bem no centro de todas essas histórias paralelas está o amor. E, através dele, a coragem para lutar por um mundo onde esse sentimento nunca seja sinônimo de tabu.

Will-Will-John-Green-David-LevithanWill & Will, em coautoria com John Green: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome e a dor do coração partido. Um Will é amigo do mais expansivo gay de sua escola. O outro precisa explicar à própria mãe sua orientação sexual. Até que Tiny, o melhor amigo gay do primeiro Will, acaba se tornando o possível amor do outro Will. Apesar das origens completamente diferentes, esses inesperados encontros fazem com que os meninos de mesmo nome estejam prestes a embarcar juntos em uma aventura de épicas proporções. Amor adolescente, intriga, raiva, sofrimento e amizade. Tudo isso temperado com doses maciças de comédia.

Livro espírita:

o-prec3a7o-de-ser-diferente🌈O preço de ser diferente, de Mônica de Castro, pelo espírito Leonel: Romero descobre a homossexualidade e precisa lutar contra o preconceito e a intolerância. Aprenda a conviver com as diferenças com esse romance tocante.

Outros autores e estilos diversos:

51Ue-zXtqQL._SX332_BO1,204,203,200_Simon Vs The Homo Sapiens Agenda, de Becky Albertalli: Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar. Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu. Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontramos.

51pbO2Ohi-L._SX331_BO1,204,203,200_Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo, de Benjamin Alire Saenz: Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas – e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.

timthumb.phpA Menina Submersa, de Caitlín R. Kiernan: A Menina Submersa: Memórias é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do “real” sobre o “verdadeiro” e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma “obra-prima do terror” da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. O trabalho cuidadoso de Caitlín R. Kiernan é nos guiar pela mente de sua personagem India Morgan Phelps, ou Imp, uma menina que tem nos livros os grandes companheiros na luta contra seu histórico genético esquizofrênico e paranoico. Filha e neta de mulheres que buscaram o suicídio como única alternativa, Imp começa a escrever um livro de memórias para tentar reconstruir seus pensamentos e lutar contra o que seria “a maldição da família Phelps”, além de buscar suas lembranças sobre a inusitada Eva Canning, sua relação com a namorada e consigo mesma, que evoca em muitos momentos a atmosfera de filmes como Azul é a Cor mais Quente (Palma de Ouro em Cannes, 2013) e Almas Gêmeas (1994), de Peter Jackson. Não se assuste: é um livro dentro de um livro, e a incoerência uma isca para uma viagem mais profunda, onde a autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovecraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial – na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa – , e sabem que o medo real nos habita. Caitlín dialoga ainda com o universo insólito de artistas como P.G.

imagem.aspx🌈One man guy, de Michael Barakiva (resenhado aqui no GN): Um romance sobre dois garotos, dois mundos e um encontro. Ethan é tudo o que Alek gostaria de ser: confiante, livre e irreverente. Apesar de estudarem na mesma escola, os dois garotos pertencem a mundos diferentes. Enquanto Ethan é descolado e tem vários amigos, Alek tem apenas uma, Becky, e convive intensamente com sua família e a comunidade armênia. Mesmo com tantas diferenças, os destinos de Ethan e Alek se cruzam ao precisarem frequentar um mesmo curso de férias. Quando Ethan convence Alek a matar aula e ir a um show de Rufus Wainwright no Central Park, em Nova York, Alek embarca em sua primeira aventura fora de sua existência no subúrbio de Nova Jersey e da proteção de sua família. E ele não consegue acreditar que um cara tão legal quer ser seu amigo. Ou, talvez, mais do que isso. One Man Guy é uma história romântica, comovente e engraçada sobre o que acontece quando as pessoas saem de suas zonas de conforto e ajudam o outro a ver o mundo (e a si mesmo) como nunca viram antes.

51t9HjlMq+L._SX331_BO1,204,203,200_Este livro é gay: e hétero, e bi, e trans…, de James Dawson (Juno Dawson, o livro foi lançado quando a amapô ela ainda usava o nome de bofe masculino): Este livro é gay trata de uma questão muito importante e, às vezes, de difícil abordagem entre professores, pais e jovens: a sexualidade. Com um texto muito claro e ilustrações engraçadas, o livro lembra um manual. O autor convida os leitores a refletir, de maneira honesta e sem preconceitos, sobre os desejos sexuais de cada um, defendendo, acima de tudo, o respeito às escolhas.

51gdXkp4fAL._SX342_BO1,204,203,200_Viagem solitária – Memórias de um transexual 30 anos depois, de João W. Nery: “Viagem solitária” conta a história de João W. Nery, o primeiro transexual masculino de que se teve notícia no Brasil. Especialmente dedicado a todas as pessoas que se reinventam para achar um lugar no mundo, narra a infância triste e confusa do menino tratado como menina, a adolescência transtornada, iniciada com a “monstruação” e o crescimento dos seios que fazia de tudo para esconder , o processo de autoafirmação e a paternidade. São muitos os personagens dessa história: de Darcy Ribeiro, considerado seu mentor intelectual e um dos primeiros amigos a compreenderem-no, a Antônio Houaiss, que, sendo um grande defensor das liberdades democráticas, recomendou seu primeiro livro para publicação, Erro de pessoa: Joana ou João?, do qual foi prefaciador. História de dramas, incompreensões e lutas, Viagem solitária é um livro tecido de dor e de coragem e que anuncia, talvez, um mundo menos solitário para os “diferentes”, para aqueles que não se enquadram entre as maiorias…

41fWRMl6I8L._SX332_BO1,204,203,200_Travestis, entre o espelho e a rua, de Hélio R. S. Silva: Quem são esses homens que adotam nomes de mulher, recusam suas características masculinas e transformam seus corpos com eletrólise, hormônio e silicone? Quem são suas famílias e seus amores? Como lidam com o preconceito, a curiosidade, o desejo e a expectativa de transeuntes, fregueses, vizinhos, familiares e companheiras da aventura existencial? São essas, entre tantas outras, as perguntas que orientaram o percurso do antropólogo Hélio R. S. Silva entre os travestis da Lapa. Em Travestis – entre o espelho e a rua, ele descreve os personagens que encontrou e as muitas histórias que ouviu – de vida e de morte, amor e violência, realização e degradação, prazer e frustração – durante dois anos de pesquisa de campo no bairro carioca, reduto da boemia e da malandragem. O autor relata as histórias colhidas na pesquisa e mostra que o fantasma da Aids é apenas um dos muitos dramas vividos por esses personagens no cotidiano urbano. O livro traz ainda um levantamento da representação do travesti no cinema e em programas de televisão ao longo dos anos e um prefácio assinado pelo antropólogo e cientista político Luiz Eduardo Soares, que destaca a importância da obra para a etnografia urbana e a literatura contemporânea brasileira.Além de discutir identidade e desejo entre este grupo social tão estigmatizado, Travestis – entre o espelho e a rua ainda tem o mérito de trazer à tona possibilidades de tolerância e de convivência.

A Garota Dinamarquesa, de David Ebershoff: Inspirado em uma história real, este romance inquietante, narrado com elegância e sutileza únicas, apresenta uma trama ousada que transcende os limites de sexo, gênero e localização histórica. A prosa rica e o discurso emocionado transformam esta obra numa história de amor poderosa, que marcará para sempre a vida do leitor.

51BthLD7L1L._SX331_BO1,204,203,200_🌈Só por hoje e para sempre: Diário do recomeço, de Renato Russo: Passados mais de vinte anos, vem à tona relato inédito dos dias que o líder da Legião Urbana passou numa clínica de reabilitação para combater a dependência química e reencontrar o equilíbrio. Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante esse período, o músico seguiu com total dedicação os Doze Passos, programa criado pelos fundadores dos Alcoólicos Anônimos, que incluía um diário e outros exercícios de escrita. É este material inédito que vem à tona depois de mais de vinte anos em Só por hoje e para sempre, graças ao desejo de Renato de ter sua obra publicada postumamente. Entremeando as memórias do líder da Legião Urbana com passagens de autoanálise e um olhar esperançoso para o futuro, este relato oferece a seus fãs, além de valioso documento histórico, um contato íntimo com o artista e um exemplo decisivo de superação.

Ficamos por aqui com a indicação de livros. Em breve tem mais coisa boa em comemoração do Mês do Orgulho LGBT. Entre para a cinta-liga NERD contra o preconceito e arrase!

Anúncios

Sobre adsonamt

Advogado, servidor público, leitor inveterado, decidi criar esse blog para curtir um período sabático escrevendo sobre o que gosto de fazer. Minhas paixões: livros, chás, gatos, comida boa, música, board games e seriados (não necessariamente nesta ordem, depende da vibe do momento).

4 pensamentos sobre “[Cinta-Liga NERD]Livros LGBT.

    • Com certeza, Pablo. E o melhor de tudo é que a representação está cada vez mais fora do submundo. Li One Man Guy e pude perceber a diferença das obras atuais em relação às mais antigas.
      Obrigado por comentar! Continue nos acompanhando!
      Beajs do tio.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s