Dragon Ball Super, de Akira Toriyama.

Dragon_Ball_Super_logoPrecisando variar um pouco o conteúdo? Você Geek de plantão precisa de mais além das reviews de livros? Então chame o Tio Júnior aqui!!! Vamos falar de animes!!! E considerando o retorno à TV da maior série animada de lutas de todos os tempos (sinta minha imparcialidade😎) de Dragon Ball, venha comigo marombar a dialética e relembrar alguns dos melhores KA-ME-HA-ME-HAAAAAAS...

Depois de conversamos sobre Digimon (clique aqui), chegou a hora de falarmos um pouco sobre aquele anime que fez você, “jovem” nerd, perder hooooras em frente à televisão. Se você é assim tão “novinho” como o Tio Júnior aqui, então você conheceu o anime lá nos primórdios do “Bom dia & Cia” (muitas “aspas” hoje!!!😅), no SBT, que transmitia as aventuras do pequeno Goku. Um molequinho que possuía uma inocência surreal; força sobre-humana (pra alguém de 12 anos na época) e com um rabo peludo (cuidado com essa mente pervertida!!!👿).

Nada disso vai soar estranho pra você nerd que é fã e já assistiu a todos os episódios (tipo que nem eu), mas pra um total estranho ao anime pode ser meio atípico. Originalmente, as aventuras de Dragon Ball e do protagonista Son Goku foram inspiradas em uma antiga lenda chinesa chamada “Jornada ao Oeste (Saiyuuki)”. Uma rápida pesquisa no Google resolve suas curiosidades sobre isso.

Dragon Ball, mangá e anime, faz parte de uma clássica elite de produções japonesas que figurou, e ainda figura, há anos no topo da lista de histórias mais vendidas e rentáveis do mundo (desde a animação televisionada, aos produtos franqueados diversos até jogos de vídeo game, action figures e etc). Então, falar aqui sobre seu tremendo sucesso é chover no molhado.

Antes de conversarmos sobre a nova série – Dragon Ball Super – acompanhe comigo o mini flashback gigante abaixo:

Dragon Ball e Dragon Ball Z

Dragon Ball Classico

Consideradas por muitos (inclusive por mim e por você que eu sei) os melhores arcos de Dragon Ball, elas contemplam desde a infância do jovem e esquisito Son Goku, passando por sua adolescência de treinos pesados, inimigos violentos e calcinhas apalpadas👙, até sua fase adulta, constituindo uma família bem tradicional (papai, mamãe e filhinho hiper poderoso com rabo peludo que se transforma em macaco gigante durante as luas cheias).

593301Estas fases foram, sem dúvida, o auge de Dragon Ball. Pipocavam jogos de vídeo game em todas as plataformas, deixando os fãs ávidos por rajadas de energia e porradarias frenéticas com mãos e dedos calejados. Era difícil conhecer uma criança que não passasse as tardes ou manhãs acompanhando Goku e sua equipe nos extintos (que Kami-Sama os tenha) Band Kids e TV Globinho, ou pelo Cartoon Network, para os pequenos mais abastados. Com exceção de @adsonamt, claro, que era um jovem maduro demais para Dragon Ball, mas que foi criado a base de Show da Xuxa e Mara Maravilha… kkkkkkkkkkkkkk

Os inimigos mais saudosos e relembrados de DB foram apresentados nessas duas fases: Tao Pai Pai; Vegeta (nem tão inimigo assim); Freeza; Cell e o controverso Majin Buu são só alguns “pequenos” exemplos.

Dragon Ball GT

cool-dbgt-all-dragon-ball-gt-11929326-600-406

Após 10 anos de muito sucesso, Akira Toriyama já estava exausto e pronto para aposentar o uniforme de batalha de Goku. Entretanto, como tudo na vida é movido pelo dinheiro, a produtora do anime – Toei Animation – achou que poderia faturar um pouquinho mais e, sob a “supervisão” do criador, lançou a famigerada saga Dragon Ball GT (Gran Turismo).

Trazendo elementos que remetiam ao primeiro Dragon Ball (como o Goku voltando a ser criança e a jornada em busca das esferas do dragão – só que agora nos confins do espaço) e inimigos quase sem nenhum carisma, a série sofreu com baixos níveis de audiência e foi encerrada após 64 episódios (DB e DBZ tiveram juntas, aproximadamente, 440 episódios!!!😱😱😱).

GT

Considerada por muitos um spin-off da série original, principalmente por não estar vinculada a nenhum mangá oficial de Akira Toriyama, ela sempre foi muito criticada pela maioria dos fãs por conta de sua história fraca. Pra mim que sou fã incondicional, achei a série boa e com um final bem arrancador de suor ocular masculino. Sem contar que ela possui a melhor música de abertura de todos os DBs. Confira aqui!

Dragon Ball Super

4822069-lyg9drc

18 longos e intermináveis anos depois do final de DBGT, eis que surge a inesperada continuação da série original chamada Dragon Ball Super, lançada também pela Toei Animation em cooperação com o criador Akira Toriyama. Iniciada com o lançamento de dois longas metragem – DBZ: A batalha dos Deuses e DBZ: O renascimento de Freeza – ela se passa imediatamente após a batalha final contra o vilão Majin Buu.

Junto à nova série, também está sendo gradativamente lançado o mangá homônimo que, como todos os mangás, possui uma linha de história mais direta, rápida e objetiva. Fato curioso é que a frequência de lançamento do mangá é de apenas um capítulo por mês enquanto o anime lança episódios semanais. Então já era de se esperar que o anime ultrapassasse rapidamente a história do mangá.

A série foi duramente criticada e zoada por toda a internet pela baixa qualidade de produção do anime nos primeiros episódios. Muitas pessoas deixaram de acompanhá-la principalmente por conta dos desenhos toscos que eram apresentados.

jCpXy2X

Devo concordar que o início foi bem difícil mesmo. Os episódios estavam quase sempre muito mal desenhados e parecia não haver nenhuma preocupação com qualidade. Mas fã que é fã não desiste e com o passar dos episódios o nível foi subindo gradativamente. Acredito que uma puxada de orelha pública dada pelo próprio Akira tenha surtido seu efeito.🤐

Atualmente em seu 44º episódio, a série avança já para seu quarto arco na história. Sem dar muito spoiler, mas, se você assistiu aos últimos dois longas, já sabe o que acontece nas duas primeiras fases. Mas vale a pena acompanhar pelo saudosismo e pelas pequenas diferenças entre eles. Do terceiro arco em diante é tudo novo!!!

galeria_rkyw

Para aqueles nerds que ainda não arriscaram, deixo aqui algumas novidades de Dragon Ball Super: dois novos níveis de Super Saiyajins; Vegeta e Goku “quase” equiparados em poder; Deuses da destruição; múltiplos universos; Trunks do futuro; etc; etc.

Dica do Junior: Você pode quase ignorar a existência de Dragon Ball GT, se preferir, pois DB Super segue um fluxo contínuo da história finalizada em Dragon Ball Z. Só o que resta saber é se DB Super trará alguma conexão com as últimas cenas de DBZ, mostrando a reencarnação de Majin Buu e a neta de Goku já crescidinha. Ademais, lembre-se que vários animes famosos sofrem ou sofreram com a baixa qualidade de produção em alguns episódios, então não pegue tão pesado com o anime!

Nota: 3,5/5,0 (Recomendado para os fãs). Se você nunca se aventurou pela vida de Son Goku, sugiro começar pelo anime Clássico, passar pelo DBZ e só então chegar ao Super. Se não tiver muita paciência para assistir a todos os mais de 400 episódios somados, a Toei Animation fez uma remasterização da Saga DBZ (chamada Dragon Ball Kai), que elimina todos os episódios fillers, seguindo uma linha totalmente voltada ao mangá.

Visto em: Desde julho de 2015 até o momento.

Formato: Torrents, torrents e torrents…

Animes relacionados: Cavaleiros do Zodíaco; Dragon Ball; Blue Dragon; One punch man; Hunter X Hunter; Fly – o pequeno guerreiro; e qualquer outro anime que você preferir…

Anúncios

Sobre Etio_Junior

Advogado não praticante, servidor público distrital, adorador de animes, mangás, felinos, séries humorísticas, de super heróis e terror/suspense; amante de filmes de diversos gêneros (apesar de não assistir tantos quantos gostaria), video games de ação, aventura, tiro, lutas (adoooro!!! - apesar de ser péssimo nesse tipo de jogo) e com um pequeno dom para desenhar, eu tento fazer de tudo um pouco para deixar a vida mais e mais feliz a cada dia.

13 pensamentos sobre “Dragon Ball Super, de Akira Toriyama.

      • Os animes não podem ser violentos mas as novelas podem mostrar mulheres e homens semi-nus ou em atos sexuais durante o horário nobre sem problemas!

        Essa devia ser a última coisa q eles deveriam se preocupar, mas enfim…

        Curtido por 1 pessoa

      • Não sei que tipo de mensagens querem passar pras crianças de hoje. Afinal não tem nenhuma emissora além do SB que passe conteúdo infantil pela manhã ate onde sei, e a playtv nem todos tem tv a cabo pra acompanhar os animes que passa lá.

        Curtido por 1 pessoa

      • Eles estão criando crianças alienadas de Peppa Pig e Backyardigans (mas só pra quem tem tv por assinatura, claro)! Não que esses desenhos não ensinem nada aos pequenos, mas esse tipo de animação é muito superficial. Ai essas mesmas crianças crescem sem um referencial que ensine conceitos como amizade, justiça e igualdade…
        Depois reclamam dos monstrinhos que viram qnd adolescentes…

        Curtido por 1 pessoa

  1. Como um bom fã do anime, não poderia deixar de ler esse post (que por sinal gostei bastante). Achei muito legal, porque você fez uma tuor por toda a história do anime e isso por sua vez trouxe aquele sentimento de nostalgia para quem passou por todo esse processo de acompanhar as aventuras dos guerreiros Z, mas também creio que motivou quem ainda não assistiu tirar um tempinho para fazer isso.
    Também acho que a saga GT foi emocionante, tem pontos positivos e negativos , o ultimo episódio da saga vejo como um final alternativo (atualmente). Final esse que já me fez ficar emocionado por muitas vezes, sempre que assisti ou que parei para refletir o episódio que tem muita mensagem sugestiva escondida.
    É um anime que ficou pra história de muita gente, e que apesar dos pesares (gráfico do dragon ball super) ainda é muito bom prestigia-lo assistindo os novos episódios e ver que aqueles personagens que fizeram parte da minha infância ainda estão vivos.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Pingback: Dragon Ball Super, de Akira Toriyama. — Guloseimas Nerds – só animes !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s